Friday, March 24, 2006

Fugas # 1

Quando a noite parece a um passo de me engolir, quando a rapidez das gentes que passam por mim a correr não me permite focá-las com nitidez, quando tudo parece perdido e começo a sentir algumas dificuldades em respirar, um desejo urgente de fugir, há sempre um meio! Por mais escura que esteja a sala, a saída de emergência não deixa de existir só porque não a vejo!

(Fotografia: Lisboa, Portugal, Novembro de 2005)

© All rights reserved.

1 comment:

Ana said...

Só podia ser Lisboa... Só podia ser Novembro de 2005. E essa fotografia ganha nitidez, para mim.